Rápido no gatilho.

Nesta terça-feira 9, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), colocará em discussão no plenário a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma da Previdência, com a expectativa de aprová-la até o início do recesso, em 18 de julho. Para avançar, é necessário o apoio de três quintos dos deputados (308 de 513), em dois turnos de votação. Nessa etapa, é possível que sejam apresentados destaques à proposta, como a inclusão de estados e municípios, um tema que divide os parlamentares e que, por isso, foi retirado do relatório da comissão especial que analisou o projeto. Se aprovada, a proposta vai para o Senado – se lá houver alguma alteração, volta para a Câmara, onde terá de passar por todo o processo de votação novamente. A reforma só será promulgada quando as duas Casas tiverem aprovado o mesmo texto. As informações são da Veja.
 

Veja também...

NAS REDES SOCIAIS

Siga as novidades também em nossas Redes Sociais